Entre em contato conosco

Microtomografia computadorizada na Construção

  • Microtomografia computadorizada na Construção

Microtomografia computadorizada na Construção

17 outubro, 2016
Por : Instituto IDD
Comentários : 0

Técnica utilizada na área de mineração aparece como uma importante peça também na área das manifestações patológicas na construção civil.

 

Você já dever ter ouvido falar dessa técnica, mas se não ouviu, a gente explica aqui que a microtomografia computadorizada de raio-X se trata de uma técnica que produz imagens 3-D da microestrutura de materiais. Atualmente a Concremat Engenharia e Tecnologia é umas das responsáveis pela pesquisa e aplicação dessa técnica no Brasil.

Para conhecermos um pouco mais das possibilidades da microtomografia, o Brasil Engenharia lançou uma explicação para clarear qualquer mente, e nós apresentamos ela aqui! Confere só!

 

No que eu uso a microtomografia?

Essa técnica é bastante aplicada em análises de amostras de rochas; na caracterização de minérios e resíduos; na segmentação de contaminantes de solos; em análises de concreto e cimento; e também na composição de bancos de dados digitais sobre fauna, flora, paleontologia e arqueologia.

 

O que ela faz exatamente? 

O objetivo da microtomografia é complementar uma análise inicial do material, confirmando e ampliando os resultados de testes anteriores, de maneira ágil e até reduzindo custos em certos contextos. 

A microtomografia computadorizada é basicamente uma radiografia em 3D, que utiliza a mesma técnica da tomografia hospitalar. Em uma pequena escala e com aumento da resolução, essa técnica permite uma "visualização não destrutiva" da estrutura de objetos em fina escala.

 

É possível aplicar a microtomografia na construção civil?

É sim! Na área de construção a técnica possibilita analisar, de forma quantitativa, as propriedades específicas dos componentes do concreto e depois, do produto final. Essa análise fornece informações complementares para fazer a avaliação de problemas de patologias por exemplo, além de definir soluções, estudar seus impactos e desempenho referente a resistência, durabilidade, estanqueidade, etc. 

Hoje a Concremat ainda desenvolve filtros para cada tipo de material analisado, que especificam o processo de aquisição de imagens e aprimoram a precisão na obtenção de informações específicas, agregando também, maior valor ao equipamento responsável pela técnica, o modelo Skyscan 1173, da Bruker.

 

E qual é o contexto de utilização dessa técnica hoje?

O maior trabalho com essa técnica no Brasil hoje, fica com a Concremat. As metodologias desenvolvidas pela empresa permitem análises de diversos materiais, que vão de fósseis à metais, englobando rochas, insumos da construção civil, solos e minérios. Podendo ser aplicada junto a outros ensaios tradicionais, a técnica da microtomografia na organização, também conta com a avaliação de equipes multidisciplinares.

Como uma técnica nova, a microtomografia é pouco aplicada no setor privado no Brasil, sendo mais difundida em universidades e instituições de pesquisa aplicada. Estas organizações trabalham com serviços-padrão de produção de imagem 3-D e vêm integrando o escopo em projetos de pesquisa. A efetividade da técnica também já vem sendo confirmada por Universidades Americanas e outras grandes instituições de ensino e pesquisa do mundo. 

Hoje, Estados Unidos, Alemanha, Japão e Suécia já aplicam os resultados da microtomografia, em escala industrial. E a tendência é que a adoção da técnica cresça nos laboratórios privados, uma realidade que já aparece em países com forte cultura industrial e tecnológica.

E você, buscando novas técnicas e aplicações para a sua área? Assim como a microtomografia na construção civil, o IDD também oferece o aprimoramento da área de Patologia nas Obras Civis através do curso de pós-graduação que é o carro chefe do Instituto. Venha saber mais e se preparar para viver a sua experiência de especialização com a gente!

Achou relevante essa informaçãoCompartilhe com seus amigos e deixe a sua opinião nos comentários!

Nos acompanhe também pelas redesFacebookLinkedinInstagram e Twitter

 

Fontes: FSB Comunicação - brasilengenharia | bruker

Imagem: columbia

EXPANDA SEU CONHECIMENTO
RECOMENDADO PARA VOCÊ
Deixe seu comentário
  1. Seja o primeiro a comentar.
IDD NEWS
22 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

Como dominar o Radier em passos básicos

Com uma simples execução e de baixo custo, o sistema vem ganhando espaço na fundação de casas e pequenos edifícios.O conteúdo de hoje é do site (...)

18 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

Vigas protendidas, mais um case de sucesso!

Conheça o caso em que vigas de concreto protendido possibilitaram vãos de até 20,5 m em edifício de SP.Em meados de 2014, foram finalizadas as obras do edifício come(...)

15 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

Será que o PlasticRoad vai dominar o mundo um dia?

Utilizar plástico reciclado para a construção de estradas pode vir a ser uma ótima ideia sobre pavimentação.Buscando uma alternativa à construç&(...)

12 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

Acessibilidade: uma vitória para o Estado do Paraná!

“Calçadas são bens públicos e portanto, devem ser construídas e conservadas pelos órgãos públicos”.Hoje a sexta-feira acordou com uma grand(...)

11 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

Tudo o que você pode aprender sobre vida útil dos edifícios, em 9 perguntas

“Estamos falando de economia de recursos: quanto mais tempo o material durar, menor será a necessidade de substituição, e mais sustentável será a constru&ccedi(...)

08 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

A história não contada sobre o Concreto com Módulo de Elasticidade Definido

Veja tudo que nunca te contaram sobre o material que vence grandes vãos, faz estruturas esbeltas e agiliza a desfôrma.MaterialO concreto com módulo de elasticidade definido, ou con(...)