Entre em contato conosco

O bonde está de volta... numa versão bem mais moderninha!

  • O bonde está de volta... numa versão bem mais moderninha!

O bonde está de volta... numa versão bem mais moderninha!

21 julho, 2016
Por : Instituto IDD
Comentários : 1

O VLT, versão moderna do famoso bonde, chega ao Rio.

 

Foto: Rodrigo Gorosito/G1

 

No início de junho, foi inaugurada no Rio de Janeiro a primeira linha do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), uma versão moderna do famoso bonde. O trajeto inicial liga a Rodoviária Novo Rio ao Aeroporto Santos Dumont.

Com 18 quilômetros de trilhos, o planejamento foi de que a linha passasse por um período de adaptação, funcionando de forma gratuita até o mês de julho, e passando em seguida para o valor de R$3,80. O primeiro trecho operado conta com oito paradas: Parada dos Museus (Praça Mauá), São Bento, Candelária, Sete de Setembro, Carioca, Cinelândia, Antônio Carlos e Santos Dumont. A linha completa irá incluir 28 paradas e 3 estações.

Foto: J.P. Engelbrecht

Foto: Rodrigo Gorosito/G1

 

Circulação e inspiração

Na primeira semana o funcionamento iniciou com circulação de três horas (de 12h as 15h) apenas nos dias úteis. Segundo o planejamento, a circulação deve ir aumentando gradativamente a cada semana, até incluir a conexão com outros transportes, no período olímpico. Em seu total funcionamento, o VLT vai operar 24 horas por dia, nos sete dias da semana. O Bilhete Único para utilizar o transporte é válido pelo período de duas horas, e sua leitura é feita no próprio transporte, que não tem cobrador. 

O meio de transporte é não poluente e silencioso. Mesmo sendo inspirado no VLT de Dubai, ele funciona a eletricidade sem possuir fiação aérea, como são os veículos públicos de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, que captam a energia por meio de um terceiro trilho, entre os trilhos de rolamento do bonde.

Modelo VLT em Dubai (Foto: Claudio de Souza / Agência O Dia)

 

Objetivo e Roteiro

Coincidentemente inaugurado pouco antes dos Jogos Olímpicos, o VLT não foi desenvolvido por causa do evento. Segundo o prefeito da cidade, Eduardo Paes, ele “é um esforço para resgatar o centro como uma área em que as pessoas venham, frequentem, apreciem e que, no futuro, possam vir a morar também.”

O roteiro da primeira linha facilitará para quem quiser conhecer o histórico centro da cidade, com atrações culturais, edifícios e igrejas. A segunda linha, com implantação prevista para o segundo semestre, após a Olimpíada, irá conectar a Estação das Barcas, na Praça Quinze, à Central do Brasil. Já a terceira, que deve ser implementada em 2017, passará pela Avenida Marechal Floriano, chegando até a primeira linha, na Avenida Rio Branco.

VLT carioca ao lado do Museu do Amanhã, na Praça Mauá (Foto: J.P. Engelbrecht)

Com custo total de R$ 1,157 bilhão, R$ 532 milhões saíram de recursos federais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade. O restante, correspondente a R$ 625 milhões, foi fruto de uma parceria público-privada da prefeitura da cidade.

O VLT do Rio acaba de ser lançado e ainda existem opiniões diversas a respeito da sua presença na cidade. É claro que projetos como esse vêm sempre com a intenção de melhorar o nosso cotidiano. Pensando no futuro da engenharia civil no país, o IDD também vêm disponibilizando oportunidades para o desenvolvimento de competências e projetos que tragam mudanças construtivas em nosso meio. Confira algumas delas: Estruturas, Gerenciamento e Empreendimentos.

Achou relevante essa informaçãoCompartilhe com seus amigos e deixe a sua opinião nos comentários!

Nos acompanhe também pelas redesFacebookLinkedinInstagram e Twitter.

 

Fonte: blogdaengenharia | g1

Imagens: blogdaengenharia | g1

Imagem de capa: Rodrigo Gorosito/G1

EXPANDA SEU CONHECIMENTO
RECOMENDADO PARA VOCÊ
Deixe seu comentário
  1. Guilherme Mendonça da Cunha 25 de julho, 2016 - 08h55

    Oi Cristiane. Segue artigo com fotos do VLT do Rio de Janeiro. Beijo

    Deixe sua resposta
IDD NEWS
22 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

Como dominar o Radier em passos básicos

Com uma simples execução e de baixo custo, o sistema vem ganhando espaço na fundação de casas e pequenos edifícios.O conteúdo de hoje é do site (...)

18 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

Vigas protendidas, mais um case de sucesso!

Conheça o caso em que vigas de concreto protendido possibilitaram vãos de até 20,5 m em edifício de SP.Em meados de 2014, foram finalizadas as obras do edifício come(...)

15 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

Será que o PlasticRoad vai dominar o mundo um dia?

Utilizar plástico reciclado para a construção de estradas pode vir a ser uma ótima ideia sobre pavimentação.Buscando uma alternativa à construç&(...)

12 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

Acessibilidade: uma vitória para o Estado do Paraná!

“Calçadas são bens públicos e portanto, devem ser construídas e conservadas pelos órgãos públicos”.Hoje a sexta-feira acordou com uma grand(...)

11 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

Tudo o que você pode aprender sobre vida útil dos edifícios, em 9 perguntas

“Estamos falando de economia de recursos: quanto mais tempo o material durar, menor será a necessidade de substituição, e mais sustentável será a constru&ccedi(...)

08 de maio de 2017
Engenharia Civil
Por: Instituto IDD

A história não contada sobre o Concreto com Módulo de Elasticidade Definido

Veja tudo que nunca te contaram sobre o material que vence grandes vãos, faz estruturas esbeltas e agiliza a desfôrma.MaterialO concreto com módulo de elasticidade definido, ou con(...)